Livro mostra contos do Romantismo brasileiro

Se você lembrar das aulas de literatura no colégio sobre Romantismo no Brasil, provavelmente vai pensar em romancistas como José de Alencar e poetas como Castro Alves. Mas dificilmente vai se lembrar de alguém falar sobre contistas desse período.

Quando se fala em conto brasileiro, o normal é que se comece por Machado de Assis, seguindo depois para autores já na virada do século vinte, como Monteiro Lobato e Lima Barreto. Mas um volume que está sendo publicado pela Carambaia mostra que não é bem assim.

O livro O Sino e o Relógio reúne 25 contos de autores do Romantismo brasileiro. Alguns são conhecidos como escritores de outros gêneros, caso do romancista Bernardo Guimarães (A Escrava Isaura), do dramaturgo Martins Pena (Juiz de Paz na Roça) e dos poetas Casimiro de Abreu e Fagundes Varela.

O volume também mostra que havia mulheres produzindo contos no Brasil do século dezenove. Entram na antologia textos de Maria Firmina dos Reis, Corina Coaracy, Escolástica P. de L. e de Nísia Floresta. Há ainda dois contos de autores anônimos. A organização é de Hélio de Seixas Guimarães e Vagner Camilo.

O livro, com acabamento de luxo, está em pré-venda até 27 de fevereiro. Mais informações aqui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *