Histórias de uma Curitiba Plural

Ornitologia & Opressão – Transtornos de Identidade No Mundo Animal

os pássaros
eles gostam de voar
mas o joão-de-barro, o joão não
os taxonomistas, pra quem tudo se resume a anátomo-fisiologia,
erraram e erraram bem feio ao enquadrar o joãozinho como ave
os seres vivos, muito além do arcabouço ósteo-ligamentar,
do sangue, das vísceras e de todo o estofamento subjacente
trazem sob a casca um armazém de anseios e de insuspeitadas frustrações e de dores de todos os tipos & funduras
(e é também sob essa perspectiva que deveriam ser classificados)
se tivessem humildade, os taxonomistas reconheceriam o óbvio e poriam de imediato o nosso joãozinho numa nova categoria:
mestre-de-obras com os nervos escangalhados devido à inaceitação corporal (em vez de asas, preferia panturrilhas mais grossas) e à culpa por não atender às expectativas dos pais (que o queriam piloto da aeronáutica ou astronauta ou pelo menos controlador de tráfego aéreo)
mas os taxonomistas estão pouco se fodendo pros dramas alheios (malditos sejam todos, queimem queimem queimem canalhas)
a gente é o que é, já ensinava a professora Gloria Gaynor desde as aulas de moral & cívica nos anos 80
então
sem enxergar fresta por onde escapar
o joão-de-barro dá pra beber além da conta, fuma cigarros de filtro amarelo um atrás do outro, dorme mal, se entope de alprazolam e passa o dia inteiro zonzo de tanta fritação

(TPG)

Maurício Popija

O inventor do pas de deux solo. Nas horas vagas, cultiva pequenas plantas e desafetos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar ao topo