Histórias de uma Curitiba Plural

O Anel dos Nibelungos, só que ao contrário

Os buracos negros, eles sorvem tudo, sabiam?, as árvores, os pedregulhos, a flor incrustada lá no canto do azulejo, os prédios, as curvas, o vento, os hexaedros, os pênis dos quenianos, os raios do sol, os passarinhos, a repugnância da tua ex-chefe, o amor, o meneio das ancas e, por fim, quando ficam satisfeitos, desabotoam a calça, sentam no vaso e devolvem tudo ao universo, mas na forma de átomos que, então, se reorganizam em novos modos de existir

(Tungzténio P. Garcia)

Maurício Popija

O inventor do pas de deux solo. Nas horas vagas, cultiva pequenas plantas e desafetos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar ao topo