Histórias de uma Curitiba Plural

Assim Como um Celular, um Homem Também Precisa de Créditos Para Funcionar

Aldemário da Silva, motorista de táxi, solteiro, um homem conhecido pela total falta de imaginação e de cujo espírito nunca se esperou que coisa alguma brotasse, certa vez teve uma ideia, a primeira de sua vida até aquele momento, uma ideia pequena, é certo, mas tão luminosa e inovadora que gerou a convicção geral de tratar-se de um plágio descarado, de modo que ninguém lhe deu crédito e a ideia acabou abandonada num campo de papoulas às margens do Rio Chopim, onde aos poucos perdeu o viço e, por fim, faleceu.
Seis meses depois, consumido pelo desgosto e naufragado no álcool, o próprio Aldemário expirou.

Maurício Popija

O inventor do pas de deux solo. Nas horas vagas, cultiva pequenas plantas e desafetos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar ao topo