A humildade excessiva dos pormenores

Os pormenores, em geral, são seres pequenos, mas isso não é lei. Há pormenores que, seja por comerem muito, seja por malharem os glúteos, acabam crescendo bastante.
Esses pormenores grandes, justiça nesta vida houvesse, chamar-se-iam pormaiores – mas quem com consciência social e disposição para abandonar os confortos burgueses e levar adiante uma luta assim?
Os próprios pormaiores, os maiores interessados, não querem – mesmo os maiores pormaiores são conhecidos pela discrição, pelo espírito resignado e pelo pacifismo de temperamento.

(TPG)

Maurício Popija

O inventor do pas de deux solo. Nas horas vagas, cultiva pequenas plantas e desafetos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Voltar ao topo