Em que o professor Wolodomir Kuznetsóff arrisca sua integridade física para acelerar um acordo comercial

Hamór,

Sabes que fui ao puteiro muito a contragosto, era só uma forma de destravar as negociações com a delegação coreana – eles parecem sisudos, mas depois de três saquês e uns pares de ancas chacoalhando nas bochechas assinam qualquer tratado.
Infelizmente depois daquela noitada me transformei num viveirinho de treponemas, como dizia o Pedro Nava, 😢
Por sorte agora os tempos e a medicina são outros, nada de seringas lambuzadas de benzetacil e coisas assim, a terapêutica aqui é botar o caralho de molho numa solução de togarashi, vinagre de arroz, um pouquinho de wasabi e deixar marinando.
Se a cor muda pra verde, é a cura. Se fica azul, a gangrena.
Assim que tiver o resultado, trombeteio.

Eternamente teu,

Wolodomir Kuznetsóff

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *