Grupo de mulheres oferece apoio a vítimas de violência doméstica

Da direita para a esquerda: Daniella Féder, criadora do Gabriela, e voluntárias do grupo de apoio
Da direita para a esquerda: Daniella Féder, criadora do Gabriela, e voluntárias do grupo de apoio (Foto: Divulgação)

Falar sobre relacionamentos abusivos não é tarefa fácil, sobretudo para quem vivenciou essa experiência. Além de acolhimento, a vítima desse tipo de situação precisa encontrar um ambiente sem julgamentos e com muita segurança e empatia. Em Curitiba, a jornalista Daniella Féder foi pioneira na criação de um espaço desenvolvido especialmente para essas mulheres.

Em 2014, depois de procurar por iniciativas semelhantes e não encontrá-las na capital paranaense, Daniella fundou o projeto social Gabriela. A iniciativa, que consiste em rodas de conversa, busca trabalhar o autoconhecimento e a cura através da fala.

Foram quase dois anos até que o grupo ficasse pronto. Além da jornalista, o projeto conta com voluntárias, incluindo psicólogas. A cada encontro, são reunidas de oito a 22 mulheres. O relacionamento abusivo e a violência doméstica costumam ser o mote das conversas, mas também há rodas sobre outras temáticas, como assédio, padrões de beleza e sororidade.

Leia também: Projeto reúne depoimentos de mulheres vítimas de assédio nas ruas

“As rodas de conversa mais profundas, que mexem com feridas e envolvem temas que devem ser trabalhados com profundidade da alma são ministradas por psicólogas voluntárias”, explica Daniella, ao definir o sistema de rodas de conversa como terapêutico e transformador. “É emocionante conversar entre mulheres. Temos um feedback muito bom de todos os encontros até agora”.

As participantes dos encontros têm o anonimato e a não-exposição das histórias compartilhadas garantidos no grupo de apoio. Os encontros são quinzenais, ocorrem em espaços cedidos por voluntárias e são gratuitos. Para participar, é só comparecer ao local do evento.

Próximo encontro

A próxima roda de conversa será no dia 29 de abril, às 20h, na Rua Duque de Caxias, 433, Loja 1, bairro São Francisco. O tema de discussão será “A vida após o relacionamento abusivo”.

Mais informações no site do projeto: www.grupogabriela.com.br.

Sobre Antoniele Luciano 119 Artigos
Antoniele é jornalista, professora e mestranda em Estudos Literários. Na academia, pesquisa e escreve sobre autoria de mulheres negras. Fora dela, caça histórias de protagonismo feminino em Curitiba e onde mais possam estar.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.