Mulheres protagonizam batalha de poemas falados em Curitiba

Batalhas de slam acontecem em praça pública; na foto, Gabriela Carneiro declama poesia (Foto: Arquivo Pessoal)

Esqueça a poesia em sua forma empolada ou sisuda. Nos slams, a palavra poética rompe a fronteira dos círculos acadêmicos e se torna instrumento de batalha em campeonatos com declamações em praça pública. Trata-se de um fenômeno nacional e internacional que, finalmente, chega a Curitiba na versão voltada para mulheres. O primeiro evento do gênero na capital paranaense, o Slam das Gurias, acontece no próximo dia 8 de março, às 12h, na Praça Santos Andrade.

A poeta Gabriela Carneiro, que organiza a batalha junto com Jaqueline Mancebo, explica que o Slam das Gurias foi inspirado em eventos realizados Brasil afora, em especial, no Slam das Minas, de São Paulo. A ideia é que, mesmo sendo uma competição, o evento funcione como um espaço de acolhimento e incentivo para que mulheres ocupem seus lugares de fala. “É algo que já acontece em todo Brasil, na Bahia, Minas Gerais, Acre. Sentimos falta desse movimento em Curitiba”, diz a slammer ao comentar que a cena local ainda tem uma demanda ampla por ações deste tipo.

Hoje, assinala Gabriela, a maior discriminação que ocorre junto mulheres poetas é o fato delas não chegarem, sequer, a ser ouvidas. “Quantas vezes nossa fala é ignorada, principalmente pelos homens. Nós sentimos muito isso, de não levarem a sério uma mulher em seu lugar de fala”.

Leia também: Contra o assédio no carnaval, campanha vai distribuir 10 mil tatuagens temporárias em Curitiba

Para ela, o slam é uma prática é cada vez mais desafiadora. “A mulher é silenciada na história em vários momentos; na arte nem se fala. Então, você tomar a postura de quem trabalha com a palavra – o dizer e o declamar, é revolucionário. Eu sinto que fazer isso é uma forma de aderir a uma revolução: mostrar que temos sim lugar de fala, não seremos mais silenciadas. Nossas dores serão ditas em forma de arte”, defende Gabriela.

Inscrições

Para participar do primeiro Slam das Gurias, basta comparecer à Praça Santos Andrade no horário da apresentação. As inscrições são feitas durante o evento, que segue do meio-dia até às 14h30. Não há um número limite de inscritas. A participação também é gratuita.

As interessadas devem ficar de olho no regulamento. Entre o previsto, estão apresentações de 3 minutos de duração. Além disso, os poemas declamados devem ser autorais. Os temas a serem abordados são de livre escolha das artistas.

Os jurados são o público presente.

Mais informações na página do evento.

Sobre Antoniele Luciano 116 Artigos
Antoniele é jornalista, professora e mestranda em Estudos Literários. Na academia, pesquisa e escreve sobre autoria de mulheres negras. Fora dela, caça histórias de protagonismo feminino em Curitiba e onde mais possam estar.

1 Comentário

  1. Vcs são maravilhosas sou fã dessa BLOCA linda que nasce para ser voz em canção, em refrão, em ressignificação para um
    abre alas que ELAS vão passar, vão entrar e vão roubar seu coração… Ela Pode Ela Vai… Curitiba merece essa BLOCA animada e linda… Parabéns meninas!!!

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.