Ela fez uma festa para comemorar 1 ano de separação

Comemoração de 1 ano separada de Taty Araújo teve bolo, docinhos e decoração especial (Foto: Arquivo Pessoal)

A carioca Taty Araújo, de 32 anos, fez uma comemoração inusitada na semana passada. Ela organizou uma festa para o aniversário de 1 ano de separação de um relacionamento que durou 18 anos. O evento, que teve direito a docinhos, bolo e decoração, viralizou na internet. Foram mais de 20 mil compartilhamentos de um vídeo postado nas redes sociais.

De Irajá, Taty é dona de casa e disse que teve a ideia de fazer a festa de 1 ano separada porque tinha dificuldades de se afastar definitivamente do ex-companheiro. “Sempre pensava em comemorar quando fizesse 1 ano de separada porque já tivemos várias separações que só duravam alguns meses. Eu sempre voltava e acabavam acontecendo as mesmas coisas”, comenta.

Bolo da comemoração organizada por Taty no Rio (Foto: Arquivo Pessoal)

O convite da comemoração foi feito apenas para amigas mais próximas. “Nem todas queriam tirar foto porque acharam um absurdo. Algumas pessoas só souberam o tema da festa quando chegaram aqui”, relata a aniversariante.

Leia também: Vítima de vingança virtual, atriz encoraja mulheres a denunciar agressores

Brincadeiras à parte, Taty observa que o motivo das comemorações é legítimo e sério. Ela assinala que não se trata de dizer que mulheres devam apenas ficar sozinhas para serem bem resolvidas, mas de saberem quando o relacionamento em que estão não é mais saudável. “Eu acho que a mulher demonstra seu amor próprio quando está sofrendo e decide não sofrer mais por isso. A mulher quer um companheiro sim, mas enquanto não aparece o companheiro certo, a pessoa fica se sentindo bem sozinha”, define.

E você, já pensou em fazer uma comemoração depois do fim de um relacionamento?

Conta pra gente! 😉

Sobre Antoniele Luciano 122 Artigos
Antoniele é jornalista, professora e mestranda em Estudos Literários. Na academia, pesquisa e escreve sobre autoria de mulheres negras. Fora dela, caça histórias de protagonismo feminino em Curitiba e onde mais possam estar.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.