Leitor encontra a Mona Lisa dos buracos em Curitiba

Alvíssaras! Eis que apareceu mais um belo candidato a maior/melhor buraco de rua de Curitiba. Esta Macondo que nos abriga tem problemas não apenas no asfalto, como também nos passeios.

Todo mundo sabe que as calçadas de petit-pavê são uma desgraça que só servem para prefeitos empertigados que nunca andam a pé dizerem que estão preservando o patrimônio etc.

Eu preferia manter o meu pé sem torcer, muito obrigado.

Além de boas para estirar tendões, virar carrinhos de bebê e servirem como munição contra a PM quando o governo manda atacar a turba, as tais pedrinhas também são boas de abrir brechas para os calabouços subterrâneos da cidade.

É o que mostra o intrépido leitor nesta foto, na altura em que a Mariano Torres encontra a XV de Novembro.

Trata-se de buraco de respeito. Não só pelas medidas como pelo estrago que causa. Ganhou até proteção especial, como obra de museu que é: cercado por fita, como se fosse a Mona Lisa dos buracos, para os fãs não se achegarem muito e estragarem esta bela obra municipal.

Bom de diâmetro, melhor de fundura. Na foto feita de cima (um drone?) o leitor mostra que mais parece o buraco ser a entrada para o Hades curitibano. Vá saber o que se encontra lá embaixo…

Seguimos aceitando fotos de candidatos a melhor buraco! Não se intimidem. Certamente há bons espécimes em seu bairro. Mande para falecom@plural.jor.br