Audiência Pública discute impactos da privatização da Petrobrás

Araucária em alerta. O município será um dos mais afetados caso a Repar e a Araucária Nitrogenados deixem de operar na região. Com o objetivo de informar à sociedade sobre os impactos do fim dessas atividades da Petrobrás no sul do Brasil, representantes do Fórum em Defesa da Petrobrás, membros do executivo e vereadores da cidade confirmaram evento.

O polo industrial de Araucária é o maior do Paraná e um dos mais estratégicos do Brasil. Ele está em risco com a saída da Petrobrás. Com essa importância, em 26 de novembro, às 18h, está confirmada Audiência Pública no Auditório da Câmara Municipal.

A Repar e da Araucária Nitrogenados representam 76% da arrecadação do maior polo industrial do estado. Após sinalização do Governo Federal de que vai abrir mão da Petrobrás no sul do país, o futuro de toda uma cadeia de produção, empregos e desenvolvimento tecnológico, é incerto.

Para os representes do Fórum em Defesa da Petrobrás, caso a Repar vire um centro de abastecimento e distribuição de petróleo e derivados importados, todos irão perder: “É um alerta para os municípios e os estados. São empregos e economias regionais que terão impactos irreversíveis”, explica Mário Dal Zot, presidente do Sindipetro Paraná e Santa Catarina.

Hoje Araucária é um dos motores de desenvolvimento do sul do Brasil, seu polo industrial movimenta cerca de R$ 29 bilhões. Somente a Petrobrás, em 2017, recolheu R$ 2,4 bilhões, que representa mais de 8% do ICMS para o estado.

Serviço

Audiência Pública em Araucária
Data:
26 de novembro de 2019
Hora: 18h
Local: Auditório da Câmara de Vereadores de Araucária (R. Irmã Elizabeth Werka, 55 – Fazenda Velha).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *