Draft NFL: 10 primeiras escolhas de 2019

Breadcrumb Navigation

A primeira rodada do Draft da NFL aconteceu na noite de ontem (25 de Abril), na cidade de Nashville (Estados Unidos). Algumas escolhas foram surpreendentes, outras ficaram dentro do esperado. Segue um resumo dos mais novos integrantes da elite do futebol americano mundial.

#1 Kyle Murray – Arizona Cardinals
A estrela do futebol universitário desistiu do contrato na Major League Baseball, de aproximadamente 34 milhões de dólares para ficar elegível ao Draft da NFL. Considerado baixo para a posição, com apenas 1,80m, ele busca desacreditar os céticos quanto ao seu tamanho e sua habilidade em passar a bola. Escolhido pelo Arizona Cardinals foi uma certa surpresa pois era esperado que ele fosse escolhido algumas posições mais baixas.

#2 Nick Bosa – São Francisco 49ers
A família Bosa continua a contribuir com excelentes atletas para a NFL. John Bosa entrou para NFL em 1897. Já o irmão mais velho de Nick, Joey, entrou em 2016 e vem causando um frisson desde então. E nick puxou a habilidade do irmão quanto a ser um jogador extremamente agressivo, inteligente e competitivo. Com uma excelente habilidade de apressar os quarterbacks adversário assim como parar corridas. O impacto de Nick deve ser imediato na franquia de São Francisco.

#3 Quinnen Williams – New York Jets
Pesando impressionantes 129 quilos distribuídos em 1,92m de massa e agressividade, o meio de linha da equipe de Nova York terá muito provavelmente um impacto imediato. O atleta de Alabama correu para 4,83s as 40 jardas no combine deste ano, mostrando que além da força, velocidade é um fator. Aliás, um dos pontos fortes é inclusive a habilidade do jovem de furar bloqueios e chegar rapidamente ao quarterback.

#4 Clelin Ferrell – Oakland Raiders
Jogando na ponta da linha defensiva como Edge, Ferrell mostrou ser um excelente jogador nos seus anos em Clemson. Uma ética de trabalho invejável, o jogador tem como outros pontos fortes o atleticismo e explosão. Força é um ponto de atenção mas nada muito preocupante. A escolha é um pouco mais alta do que o esperado.

#5 Devin White – Tampa Bay Buccaneers
O linebacker proveniente da universidade de LSU é uma das grandes estrelas deste Daft. Excelente agilidade e velocidade, cobre muito bem os espaços do campo e consegue tacklear em basicamente qualquer lugar do campo. Um pouco lento em jogadas com Play Action mas não deve ser um grande problema.

#6 Daniel Jones – New York Giants
Até agora a maior surpresa desse Draft. O atual quarterback da equipe, Eli Manning, duas vezes campeão do Super Bowl, vem sendo questionado há alguns anos quanto ao seu desempenho e idade. Aparentemente não tem como adiar mais a passagem de bastão na equipe. O problema é que Daniel não é considerado um atleta que valha a pena uma escolha tão alta. Um dos braços mais fracos dessa categoria de Qbs, o jogador é uma grande incógnita.

#7 Josh Allen – Jacksonville Jaguars
Uma escolha quase de sorte para os Jags. Com 1,98m e 118 kg de pura brutalidade, o Edge tem uma habilidade atlética excelente tanto para apressar o passe quanto parando corridas. Uma surpresa não ter sido escolhido em um ponto mais alto.

#8 TJ Hockenson – Detroit Lions
Sem dúvida o melhor Tight End disponível. Excelente recebedor e exímio bloqueador. Jogador completo que deve causar impacto imediato no ataque do Lions que sofre pela falta de bons recebedores.

#9 Ed Oliver – Buffalo Bills
Linha defensiva que atua pelo meio, Ed tem uma excelente habilidade em sair dos bloqueios e fazer os tackles em jogadas decisivas. Chega a ser comparado com Aaron Donald, um dos melhores defensores da liga, pelo estilo de jogo e habilidade física.

#10 Devin Bush – Pittsburgh Steelers
Linebacker vem para suprir a ausência do Ryan Shazier que ainda se recupera da grave lesão na coluna. Muito rápido e ágil, consegue inclusive cobrir os recebedores que jogam no Slot, algo complicado para muitos jogadores da posição.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *