Fascículo 37: Desafio da rasteira, queima de arquivo e Disney

ARQUIVOS: Se a queima deles afetar a camada de ozônio, o estado da Bahia deveria ser multado pesadamente, pelo Ministério do Meio-Ambiente, por seus procedimentos antinaturais na área policial.

CHICAGO: Assim como as ‘secretárias do lar’ preferem a DisneyWorld, os economistas favoráveis à disparada do dólar têm como destino favorito a mais populosa cidade do estado de Illinois.

CIDADANIA: Ministério para onde vão os ministros fritos pelo governo federal. Dali só há um caminho a trilhar: a cidadania paraguaia.

DESAFIO DA RASTEIRA: Competição que acabou viralizando e vem sendo responsável por lesões e inclusive por mortes. Ficou cada vez mais famoso nas redes sociais, principalmente no TikTok. A brincadeira exige três participantes e, um deles, normalmente não sabe que será derrubado de bunda no chão. Na esfera federal, recentemente o presidente Bolsonaro e o novo chefe da Casa Civil, general Braga Netto, aplicaram uma pernada no ministro Onyx Lorenzoni. O curioso é que, quem caiu, foi o ministro Osmar Terra.

DISNEYWORLD: Parque de diversões em Orlando, na Flórida. Quando o dólar encontrava-se baixo no Brasil, milhares de empregadas domésticas frequentavam o local com regularidade, chegando mesmo a ficarem íntimas de Mickey Mouse, Pateta e Clarabela. Atualmente, só pessoas autorizadas a usar aviões da FAB conseguem usufruir do parque norte-americano como essas trabalhadoras faziam há alguns anos atrás. 

GENERAL BRAGA NETTO: Em março de 2019, assumiu o posto de Chefe do Estado-Maior do Exército. Em fevereiro de 2020, assumiu o cargo de Ministro da Casa Civil do Estado-Menor de Jair Bolsonaro.

HANS RIVER DO RIO: Caudalosamente mentiroso.

JOÃO DORIA: Governador de São Paulo. Fez recentemente um curso com famoso coach de Dubai para aprender a trazer para seu estado um pouco da aridez desértica e, com isso, conter as enchentes – sem onerar o Tesouro. Os resultados positivos – ou não – poderão ser vistos até que ele se candidate a presidente da República.

OSMAR TERRA: Ministro da Cidadania no governo Bolsonaro; Ministro da Terra Plana no futuro governo Olavo de Carvalho.

REGINA CASÉ: A única empregada doméstica que foi à Disneylândia. 

Fascículo 36: Carnaval, Oscar e Petra Costa

CARNAVAL: Festa popular que gera muitas despesas ao erário público pela sua grande capacidade de incubar coronavírus nos foliões.

CORONAVÍRUS: Agente infeccioso comunista que será combatido em todo o território nacional à base de coronhadas.

CORONEL MARCOS ROCHA: chefão de Rondônia e censor de literatura.  Seu grande conhecimento da obra de Machado de Assis, do carimbó e da marujada o autorizou a vetar obras deste autores, e de outros mais, em seu estado. O ministro da Economia, Paulo Guedes, sempre em busca de poupar o dinheiro estatal, ficou eufórico com as medidas de Rocha. E deve propor, em breve, ao Congresso que aproveite as queimadas em Rondônia para incinerar textos nefastos aos interesses nacionais. Ver Machado de Assis.

DELICADEZA: Verbete desconhecido.

EDUARDO BOLSONARO: O novo Jô Soares da Corte. Sua habilidade como entrevistador é a de uma Luciana Gimenez em dias pouco inspirados. Por outro lado compensa eventuais deficiências ameaçando seus convidados com uma pistola Taurus.

LUIZ GALEAZZO: Adepto de surubas contratado pelo governo federal para administrar as orgias da SECOM.

MACHADO DE ASSIS: Juntamente com Mário de Andrade, Euclides da Cunha, Rubem Fonseca, Franz Kafka, Caio Fernando Abreu, Carlos Heitor Cony, Ferreira Gullar, Nelson Rodrigues e Edgard Alan Poe, um elemento de alta periculosidade, em especial aos menores de idade e adolescentes. Não é à toa que era conhecido, em sua época áurea no Rio de Janeiro, como o ‘Bruxo do Cosme Velho’. Por essas e por outras ficam evidentes suas raízes ligadas ao satanismo e às práticas de feitiçaria. Portanto é de mister de qualquer administração responsável e cristã banir sua literatura pagã, torpe e esquerdista das escolas de Rondônia e do resto da nação.

MICHELLE BOLSONARO: Uma primeira-dama de peito.

MINISTÉRIO DE DESENVOLVIMENTO REGIONAL: Ministério inexistente cujo ministro foi exonerado.

MINISTÉRIO DA GINECOLOGIA: Futura pasta a ser ocupada pela pastora Damares Alves.

OSCAR: Festa stalinista disfarçada de caucus do Partido Republicano norte-americano.

PETRA COSTA: Pedra no sapato do establishment.

TALITA GALHARDO: Publicitária, socialite, celebridade e gay beard do 02.

Dicionaro 35: Regina Duarte, Roberto Alvim e vasectomia

CRUZ DE LORENA: Ver Cruz de Guaratinguetá.

DEMOCRACIA EM VERTIGEM: Obra comunista indicada ao prêmio de melhor documentário bolchevique pelos críticos vermelhos do Oscar.

GAITA: Instrumento favorito do ministro Weintraub, que define-se como um intérprete totalmente intuitivo. Assim como no Português, na música, ele também não sabe ler, nem escrever nada.

JOSEPH GOEBBELS: Publicitário alemão criador da marca Adolf Hitler e grande inspirador do dramaturgo brasileiro Roberto Alvim. Este, para imitar completamente seu guru, promete se suicidar em breve.

NACIONAL-SOCIALISMO: O petismo da Alemanha nos anos 1930.
Por ter tentado envolver o presidente da república em suas ideias esquerdistas, o nacional-socialista Roberto Alvim foi exonerado de suas funções de secretário especial da Cultura.

NAZIONALISTA: Nacionalista nazista ou vice-versa.

REGINA DUARTE: A Eva Braun de Franca. Foi convidada pelo governo federal para liderar um possível Ministério da Cultura. Contudo, ao despedir-se do presidente, proferiu a palavra “merda”- que, no jargão teatral, significa “boa sorte”. Sua Excelência não interpretou bem a fala da “namoradinha do Brasil” e mandou-lhe ir à merda também. Em função do entrevero, Regina pediu mais tempo para pensar sobre a proposta vinda do presidente. Mas, para o bem do Brasil, acabou aceitando a honrosa tarefa.

ROBERTO ALVIM: Alvim, arianim, nazistim.

SALÁRIO-MÍNIMO: Entidade financeira que pode ser aumentada ou diminuída conforme o humor do primeiro mandatário da nação. Em realidade, mais diminuída do que aumentada.

THAÍS OYAMA: Japonesa autora do livro que, através de provas infundadas, depõe contra o governo. A ABIN já está investigando a provável participação do Partido Comunista Japonês no lançamento da obra.

VASECTOMIA DE URGÊNCIA: Ver procedimentos de esvaziamento intestinal no Hospital do Exército.

WAJNGARTEN: Introdutor da introdução de verbas públicas em sua empresa particular. No popular, uma autoridade que confundiu o público com a privada. Segue no cargo até que Abraham Weintraub consiga pronunciar o nome Wajngarten corretamente.