Fascículo 10: Abraham Weintraub e um decálogo bolsonarista

10 MANDAMENTOS:
1 – Adorar a Mim e Me amar sobre todos os governantes.
2  – Não usar meu Santo Nome em vão no Twitter.
3  – Santificar as festas dos bolsomínions em meu louvor.
4 – Honrar Flávio, Eduardo, Carlos e Queiroz.
5 – Não matar à toa.
6 – Não pecar contra a irmandade do ‘Clube de Tiro’ de Floripa.
7 – Não roubar as ideias do Olavo.
8 – Só levantar falso testemunho ou fake news contra fariseus petralhas.
9 – Não desejar a mulher do próximo. Desarmado.
10 – Não cobiçar as coisas alheias. O que o Guedes privatizou, brasileiro não nacionaliza.

ABRAHAM WEINTRAUB: Comediante aposentado que assumiu o ministério da Educação para fazer do ensino pago um ensino de graça, gozação e zombaria.

AVIÃO: Veículo mais pesado que o ar, movido a explosão e desmoralizado por um sargento. Ver Taifeiro, FAB e General Heleno.

BEM-ESTAR: Sentimento que sobrevém quando notamos algum tipo de desconforto num inimigo petralha. 

CONGRESSO: Local onde diversos cidadãos brasileiros reúnem-se com o fito de sabotar as iniciativas do Executivo.

DEMOCRACIA: Até o fechamento deste Dicionaro, não descobriu-se  a definição desta palavra.

G 20: Reunião de países europeus decadentes e invejosos dos avanços do Brasil no campo do meio ambiente.

GENERAL HELENO: Ministro-chefe do GSI, chamado jocosamente pela Mídia Extrema de Gabinete de Segurança Inconstitucional da Presidência da República. Heleno é tido como a fina flor do generalato. Só dá murros em mesas ou manda nações “procurarem sua turma” sob forte pressão ou quando descobrem entorpecentes em jatos militares brasileiros. No mais é uma moça.

HABEAS-CORPUS: Ação constitucional que, quando utilizada pelos advogados de Lula, faz com que os ministros do STF se irritem por fazer hora-extra e o mantenham na prisão.

RAINHA DA INGLATERRA: Também conhecida por “Queen”, mulher muito poderosa que rege o Reino Unido. No Brasil, deputados federais e senadores querem que seu presidente vire uma “Queen”, num imoral e decadente apoio ao crossdressing internacional. Para aqueles parlamentares que desejam uma aberração dessas, o Véio da Havan está oferecendo empregos em suas lojas de Maringá, Pato Branco, Cravinhos e Hortolândia.

TAIFEIRO: Militar encarregado de prestar certos serviços aos oficiais, como servir a mesa, limpar salões e colocar malas de cocaína em aviões da FAB.

VESPERSAURUS PARANAENSIS: Dinossauro descoberto recentemente no estado do Paraná. Segundo análises científicas, o animal seria uma espécie de marreco gigante que se alimentava de carne, em especial a vermelha. O Vespersaurus paranaensis está sendo chamado por muita gente, de forma carinhosa, de Morossauro. 

Fascículo 9: Chanceler, índios e Paulo Guedes

CPI: Cantilena, reiteração, repetimento, tautologia. 

DEMISSÃO: Forma de governo. Muitos líderes lançam mão de estratégias não-convencionais para administrar seus países. Eram famosos os “bilhetinhos” de Jânio Quadros dirigidos a assessores e recentemente o presidente Michel Temer fez valer muitas de suas intenções através de longas cartas. O presidente Bolsonaro faz o mesmo, mas usando a exoneração em público, ou por tuíte, como forma de gestão. Assim foi com Gustavo Bebbiano, Ricardo Vélez, Carlos Alberto dos Santos Cruz, Juarez de Paula Cunha e Joaquim Levy.

ENCANADOR-GERAL DA REPÚBLICA: Novo cargo a ser instaurado, em caráter de urgência urgentíssima pelo governo, objetivando reparar vazamentos nos celulares de autoridades descuidadas ou mentirosas.

ERNESTO ARAÚJO: O Barão do Rio Branco dos brancos, anglo-saxões e evangélicos.

FRAQUEZA-TAREFA: Unidade judiciária criada para realizar uma operação específica e que acaba sendo desmoralizada por ilegalidades, arrogância e revelação de informações sigilosas comprometedoras. 

ÍNDIO: Segundo a nova administração, pessoas que podem continuar suas vidas, vivos, desde que coabitem, falem, vistam-se, consumam, alimentem-se e bebam Coca Cola como os cara-pálidas. Circularia até uma frase intramuros no núcleo duro do governo que sintetizaria o que se espera dos nossos aborígenes: “índio não quer pipoca, índio quer pipoca assistindo Capitão América no shopping”. Um índio com uma bíblia e uma arma nas mãos seria o resumo visual das intenções atuais. Por isso, uma segunda catequese das tribos, dessa vez de cunho evangélico, seria o melhor passo a ser dado em prol desses louváveis seres humanos ecológicos.  Para tanto, seria obviamente indispensável extinguir as reservas indígenas. 

MARCHA PARA JESUS: Grande acontecimento que tem lugar no Brasil desde 1993. Leva milhares de cristãos às ruas numa gigantesca demonstração de fé. Seus críticos dizem que o evento é repetitivo. E que, em vez de todo ano ser uma marcha, poderia ser um fox-trot, um lundu ou mesmo uma disco-music. Típica mistificação anarquista das redes sociais.

MINISTRO: Uma exoneração em potencial.

PAULO GUEDES: Chicago old man.

POÇO CARTESIANO: Modo como muitos desafetos do novo Brasil referem-se ao local onde chegamos.

POLÍTICA AMBIENTAL: Alguns dizem que o que governo está fazendo nessa área é um desplante. São fake news plantadas por traidores da pátria contra a porção verde de nosso pavilhão nacional.

TIROCÍNIO: Opinião de indivíduo experiente e sagaz em defesa do armamento massivo da população brasileira. 

Fascículo 8: Moro, Deltan e Paulo Freire

CIÊNCIA: Invenção mentirosa do marxismo cultural. Qualquer cidadão de bem acredita que um técnico é mais útil que vários cientistas. Afinal, nossos problemas do dia a dia, como arrumar uma torneira vazando, necessitam mais de um encanador do que de um físico nuclear comunista. O governo está promovendo uma cruzada por mais pedreiros, carpinteiros, mecânicos, técnicos em refrigeração e menos pós-doutorados em Harvard. Inclusive porque, qualquer um pode estudar em Harvard, até o governador Wilson Witzel.

DAMARES ALVES: ministra responsável pela polarização entre as cores azul e rosa na sociedade brasileira. Fontes governamentais apontam sua ida em breve para o Ministério da Agricultura a fim de impulsionar o plantio de goiabas no Centro Sul.

DELTAN DALLAGNOL: guerreiro do povo brasileiro; o homem que acabou o PT usando apenas um PPT.

FRAQUEJADA: Ver mulher.

HUMBERTO DE ALENCAR CASTELO BRANCO: vigésimo sexto presidente brasileiro. Foi eleito pelo voto direto assim como Jair Messias Bolsonaro foi escolhido pela vontade divina.

IMPRENSA: quarto poder que, em breve, precisa cair para quinto.

INTERCEPT: órgão desclassificado de imprensa típico da Extrema Mídia. Como disse o vereador Carlos Bolsonaro, “tinha que haver Piçóu ali”. O objetivo desse pasquim é implodir a Lava Jato, desestabilizar a Reforma da Previdência e impedir o armamento dos produtores rurais. O Brasil, no entanto, com seus pesos e contrapesos, não permitirá que comunistas atentem contra ele: o jornal será fechado e um de seus sócios deportado. Viva a democracia!

JUIZ MORO: um erro judiciário.

PAULO FREIRE: educador, já falecido, investigado pela Polícia Federal.Teria inventado uma cartilha de be a bá e, apenas por causa dela, recebeu dezenas de títulos de doutor honoris-causa em universidades do mundo inteiro. O estranho fato chamou a atenção da ABIN e o general Augusto Heleno pediu a abertura de uma diligência que se chamará “Operação Analfa”. 

SANTOS CRUZ: ministro, que apesar de ser crucial, acabou sendo crucificado. 

TERRA PLANA: Atualmente, até a pessoa mais otimista, acredita que o mundo é chato. Então, se é chato, é raso. E, se é achatado e raso, não é redondo, é plano. Existem muitas teorias, ditas científicas, querendo provar o contrário. Mas o governo tem um astronauta como Ministro da Ciência e da Tecnologia. Quem melhor que um cosmonauta para justificar o terraplanismo? Quantas pessoas já olharam a Terra da janelinha de uma espaçonave Soyuz?

VIKTOR ORBÁN: político húngaro tão de direita que, por não usar nunca a perna esquerda, acabou ficando manco.

Fascículo 7

ALARVE DE CARVALIUS:  Antepassado do astrólogo Olavo de Carvalho. Praticou alquimia na Europa no período final da Idade Média quando a Astrologia era uma ciência com leis próprias, uma arte secreta e mística que trasmutava metais sem valor em prata e ouro. De Carvalius teve grande influência sobre o pensamento de Paulus, o Guedius, à época Conselheiro do reino da Cornualha para Assuntos Mercantis. Como a maioria dos astrólogos daquele período, acabou empalado. Antes de falecer, no entanto, xingou e praguejou do carrasco ao padre, passando pelo rei e a rainha. Ao expirar, Alarve de Carvalius chegou a afirmar que seus descendentes o vingariam.

COMUNISMO: Karl Marx e Friedrich Engels, pais dessa ideologia, acreditavam que um dia a maioria entenderia a exploração e a natureza nefasta do capitalismo e isso levaria à derrubada do sistema pela classe trabalhadora. Para substituir o capitalismo, o novo modelo de produção ia se basear em meios de produção com propriedade coletiva, o comunismo.  O Brasil estava se encaminhando para ser a nova Venezuela. Contudo, com a intercessão divina e o apoio de Donald Trump – forças tão semelhantes – os brasileiros escolheram um governo democrático-miliciano para alicerçar sua vocação de progresso. Se a Reforma da Previdência for aprovada pelos congressistas, até 2022 o maior país latino-americano será também uma das maiores potências do mundo. Em especial no setor de exportação de bananas da região de Glicério, no interior paulista, berço do chefe da nação.

CONCLOMO: Variação de canclomo querendo, na verdade, dizer conclamo.

ÉTICA: Para o astrólogo, filósofo e escritor Olavo de Carvalho é o estudo da moralidade e de como cada um deve viver na caceta dessa existência de merda, porra.

MILICIANO: Milico sem carteira assinada.

MOEDA ÚNICA: Tentativa brasileiro-argentina de fazer o real chegar a sete reais em relação a um dólar, ainda em 2019.

PANO: Cada uma das peças de tecido, ou outro material, que colocadas lado a lado no sentido longitudinal, formam uma peça completa. No mundo político, a expressão ganha um outro significado, o de minimizar uma crítica feita a alguém que se apoia. “O Ariclenes, quando ouviu falarem que o filho do Mito estava envolvido com as milícias cariocas, foi logo passando pano.”

PLANO DE GOVERNO: Temas que são discutidos em churrascos no condomínio da Barra ou em locais proibidos para a pesca pelo IBAMA. Os mais citados ultimamente são aumento dos limites de velocidade nas vias, retirada de cadeirinhas do bebê, flexibilização dos pontos na CNH e desativação de pardais em estradas federais. 

Fascículo 6

CURA GAY: o único tratamento disponível, até o presente momento, para o homossexualismo – doença cuja origem continua desconhecida pelo governo federal. A recomendação estatal é a de que as pessoas acometidas de tal afecção fiquem dentro de seus respectivos armários, até segunda ordem. Inclusive, porque se saírem podem ser espancados pelos cidadãos que apoiam o caudilho e sua corte.

DISCURSO: parte da oratória para ser falada em público com não mais de 140 caracteres.

FABRÍCIO QUEIROZ: espécie de coringa do núcleo duro governamental. Após ter conseguido pagar ao Hospital Albert Einstein, em São Paulo, uma intervenção cirúrgica com 133 mil reais em dinheiro vivo passou a ser cogitado para o cargo de vice-presidente de operações.

FUZIL: liberado para a população, substituirá, em breve, as Secretarias de Segurança e a Polícia trazendo uma economia de trilhões de reais ao erário público.

HETEROFOBIA: ódio aos heterossexuais. O governo  Bolsonaro quer ver a heterofobia criminalizada antes do final de seu mandato.

ISSO DAÍ: vício de linguagem do presidente da república Jair Bolsonaro. Usado a todo momento, particularmente ao final de frases mais longas, é equivalente ao “uai, sô”mineiro e ao “porra” carioca. Exemplo: “Tem que armar com fuzil o pessoal do campo. Pra vagabundo não vir querer tomar o gado, o trator deles. Isso daí.”

MÉDICO CUBANO: médico especializado em espionar nossa Pátria com o fito de realizar a revolução comunista. O plano de Raúl Castro seria usar esses Doutores do Marxismo Medicinal para transformar casas de saúde em casas de forró universitário ou em bases da KGB – dependendo da estratégia. O fim do contrato do Mais Médicos livrou o Brasil de se tornar um satélite soviético na América do Sul.

PARDAL: espécime abundante em beiras de estradas federais que corre o risco de ser rapidamente extinta.

PATERCRACIA: regime no qual o poder emana dos filhos de papai todo-poderoso.

PIB: Antônimo de monumental, largo, robusto, vasto, monstruoso, gigantesco, vultoso, enorme.

PEQUENININHO: adjetivo usado para referir-se ao membro viril de homens japoneses, mas que deveria se aplicar ao Produto Interno Bruto (PIB) do país.

REFORMA DA PREVIDÊNCIA: se passar, ninguém mais passa dos 70 anos no país.

RÊGO BARROS: porta-voz sem voz.

ROBÔ: ver seguidor, apoiador, manifestante verde-amarelo.

VÉIO DA HAVAN: personagem caricata ligada ao atual governo.  Apesar de ser conhecido como Dom Pedro I, parece seguir um caminho oposto ao do imperador que fez a independência do Brasil, plantando estátuas da liberdade anãs em suas lojas de quinquilharias coreanas e chinesas.