DICIONARO, O DICIONÁRIO DE BOLSO

Dicionário é uma obra que reúne as palavras de uma língua ou termos referentes a uma matéria específica, e descreve seu significado, uso, etimologia etc. Mal começou e o período bolsonarista – com suas intrigas, traições, defecções e defecações – já pede o seu.

Bem-vindo ao DICIONARO, o DICIONÁRIO DE BOLSO. Se o presidente e sua Corte chegarem ao fim do mandato teremos um verdadeiro Aurélio da barafunda para consulta.

ARTELHARIA: matéria que substituirá proximamente a cadeira de Educação Artística nas escolas da rede pública.

BOLSONARO, JAIR: capitão que queria ser general, acabou tornando-se presidente e não soube o que fazer com o cargo. Entregou o poder a um triunvirato formado por seus três filhos, Flávio, Eduardo e Carlos. É conhecido pelo linguajar tosco e por um guarda-roupa estranhíssimo.

CHINELO: elemento primordial na vestimenta presidencial. Os preferidos por Sua Excelência são os que deixam os dedões à mostra. Espera-se uma evolução para os Crocs a partir da segunda metade do seu mandato.

DE CARVALHO, OLAVO:  humorista idealista-metafísico.

DITADURA DE 1964: teoria da conspiração, criada pelo marxismo cultural, para fazer com que algumas pequenas blitze promovidas pelas Forças Armadas sejam vistas como um período de exceção em nossa pátria.

HITLER, ADOLF: conhecido comunista alemão que disseminou as ideias de Marx e Engels.

IBOPE: mais uma invenção da União Soviética.

ÍNDIO: índio.

JORNALIXO: material produzido por jornalixeiros que, segundo a atual administração, não coletam lixo, mas criam entulho, detrito, resíduo, raspas e sobras que não interessam.

MILICIANO: a terceira pessoa da Santíssima Trindade sendo as outras duas o presidente e seu primogênito.

ORDEM-UNIDA: nova pedagogia a ser implantada em todas as escolas de ensino fundamental, médio e superior. Ver “joelhaço”.

PETROBRAS: capital de giro do Poder Executivo.

TRANSTORNO DELIRANTE PERMANENTE PARANOIDE: grave epidemia que acometeu o governo e boa parte da população brasileira no ano de 2019. Não há cura.

TAURUS: a NASA brasileira.

TCHUTCHUCA: antônimo de tigrão.

TRUMP, DONALD: Comandante-em-chefe das Forças Armadas para o Atlântico Sul, Guantánamo e Brasil. Na qualidade de capitão, o presidente brasileiro é seu inferior hierárquico.

VÉLEZ, RICARDO: Teólogo colombiano que ficou encarregado de transformar os canibais brasileiros em índios civilizados. Foi substituído por um olavista de procedência nacional.