Passeio Público

sábado de manhã lá no pasquale
à espera duma morte breve e sem muita dor
quatro velhos jogam dominó


ao fundo
perto da CEU
os trinca-ferros rasgam o silêncio

Maurício Popija

2 comentários em “Passeio Público

    1. Escrevi isso em 1968, logo depois do nascimento do meu terceiro filho, nessa época ainda existia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Voltar ao topo