Festival de Curitiba será gratuito e a céu aberto; Emicida está confirmado

Previsto para acontecer entre 24 de março e 5 de abril deste ano, o Festival de Curitiba anunciou o adiamento da 29ª edição do evento a 12 dias da abertura. A decisão se mostrou acertada, conforme o avanço da pandemia no Brasil e em Curitiba.

Hoje, a organização do evento, um dos maiores das artes cênicas nacionais e internacionais, informou novas alterações em seu formato e programação, “entendendo esse momento único pelo qual todos passamos e vivemos, em observando a crítica condição econômica de diversos setores e, numa situação muito próxima a nós, a dos profissionais das artes – em especial os profissionais da nossa cidade”.

Emicida abre a edição 2020

O Festival de Curitiba acontece entre os dias 17 e 27 de setembro deste ano, de forma gratuita, em 12 espaços abertos da cidade, observando sempre as recomendações das autoridades competentes e o embasamento técnico/ científico “que podem, ainda, orientar a possibilidade de uma nova data”.

A organização do evento informa ainda que, neste ano, vai contratar exclusivamente profissionais e atrações de Curitiba, com a intenção de incentivar e apoiar financeiramente a atividade profissional local. E que o show do rapper Emicida está programado para a abertura do Festival, e será a única atração não local entre as 120 previstas. A programação completa será divulgada nos próximos dias.

A quem já adquiriu os ingressos, há três opções:

– Destinar total ou parcialmente o valor investido na aquisição dos bilhetes para a remuneração dos artistas e profissionais que trabalharão nessa edição especial do Festival. A integralidade do valor doado por você será alocada para o pagamento de cachês;

– Manter o valor investido para adquirir os ingressos da edição 2020 para a edição 2021 do Festival de Curitiba. O nosso compromisso é de não alterar o valor unitário de ingressos para a próxima edição. Portanto, o crédito financeiro poderá ser trocado em 2021 pela mesma quantidade de ingressos comprados para a edição que estava prevista para acontecer em março/abril de 2020. Quando anunciarmos a programação da edição de 2021, caso você não encontre um espetáculo a que queira assistir, os valores podem ser ressarcidos em dinheiro até a data de início da edição 2021 (a ser definida).

– Ser restituído integralmente do valor aportado na compra de ingressos. Nesse caso, a previsão de restituição é de até 31/12/2021, conforme prevê a legislação emergencial que versa sobre o tema, a Medida Provisória 948.

“Após bastante refletir, estamos seguros de que alternativa escolhida é a correta. Queremos realizar uma edição em que vamos celebrar com o público e com a cidade a retomada, o encontro e a alegria”, diz o comunicado.

Cristiano Castilho

Cristiano Castilho é jornalista formado pela UFPR e pós-graduado em Jornalismo Literário pela ABJL. É autor do livro "Crônicas da Cidade Inventada e Outras Pequenas Histórias" (Arte & Letra).

3 comentários em “Festival de Curitiba será gratuito e a céu aberto; Emicida está confirmado

    1. Tb gostaria de saber.
      Se o festival vai priorizar artistas locais, como faz pra se inscrever e mostrar o trabalho pra ter a chance de ter espaço no festival? Quem vai selecionar? Com q critérios? Só vejo artistas brancos do rolê burguês q não precisam sequer de grana pra viver nesses festivais de cartas marcadas. O Emicida como atração principal mas e o RAP daqui???

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Voltar ao topo